Acessibilidade nas eleições é tema de seminário em Cacoal, RO

Alunos de instituições de ensino, junto à comunidade, marcam presença nesta quarta-feira (5) em um seminário que tem como foco principal debater a acessibilidade nas eleições. O evento ocorre no auditório da Universidade Federal de Rondônia (Unir) – campusCacoal. Entre os participantes, há estudantes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (Ifro), do Centro de Reabilitação Neurológica Infantil de Cacoal (Cernic), além da Unir.

O evento está dentro da programação do projeto ‘Sou deficiente, mas não diferente! Votar é meu direito’, desenvolvido pelo Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Especiais (NAPNE).

A tradutora e intérprete de libras do Ifro, Michele Ayres, explicou que o seminário é voltado à acessibilidade eleitoral.

Pela manhã, houve uma palestra com o tema Um ato de democracia – os direitos e deveres da pessoa com deficiência nas eleições, além de uma mesa redonda que tratou sobre o papel de cada um no que diz respeito à acessibilidade. O debate teve a participação de representantes de órgãos públicos.

“Quando falamos de acessibilidade é de forma geral. A comissão de acessibilidade estará nas escolas atendendo ao público que precise de acesso, seja ele deficiente, idoso, primeiro eleitor, gestantes, enfim, todos que precisarem de ajuda”, afirmou Michele.

De acordo com a chefe de cartório, Carine Cielo, o projeto nasceu nas eleições municipais de 2016. Ela garante que há servidores treinados para garantir que a acessibilidade seja 100% efetivada. Todo o projeto foi desenvolvido em etapas. Ao todo, 93 servidores foram convocados para trabalhar nas eleições, além de 30 voluntários.

“Em 2016, tínhamos cinco intérpretes de libras e cinco locais de votação atendidos. Este ano, serão 20 locais de votação. Ainda é pouco, já que teremos 48 locais em Cacoal. Mas chegamos quase na metade. Em 2020, a meta é aumentar esse número e, quem sabe, garantir acessibilidade em todos os locais”, disse Carine.

O projeto ainda contará com um pit stop no dia 21 de setembro, na Avenida Porto Velho, esquina com Rua São Luiz e Avenida Malaquita, na BR-364. ‘Sou deficiente, mas não diferente! Votar é meu direito’ será encerrado no dia das eleições, em 7 de outubro.

Fonte: G1