Cliente é ameaçada por vendedor após pedir prazo para pagar dívida de mais de R$ 700, em RO

Uma mulher de 40 anos acionou a Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) de Rolim de Moura (RO), município a pouco mais de 400 quilômetros de Porto Velho, alegando sofrer constantes ameaças de um vendedor de roupas por causa de uma dívida que ela tem com o suspeito de mais de R$ 700.

As ameaças começaram na última terça-feira (11) e seguiram até quarta-feira (12), depois que ela pediu ao homem um prazo de 10 dias para quitar o que deve. Até o momento, o vendedor não foi localizado.

Segundo o boletim de ocorrência, a vítima contou que, há cerca de 60 dias, comprou roupas do suspeito com outras três pessoas. A compra totalizou R$ 730. Para atestá-la, a mulher assinou uma promissória.

Na última terça-feira, o vendedor ligou à mulher cobrando o valor da promissória. Durante a conversa, ela pediu a ele um prazo de 10 dias para quitar a dívida, pois não tinha o valor total naquele momento. Foi então que o suspeito passou a ameaçá-la a gritos, dizendo que “a acharia em qualquer lugar”.

Na noite do mesmo dia, o suspeito foi até a frente da casa da mulher acompanhado de uma outra pessoa. Na ocasião, passou a bater palmas, chutar o portão e gritar para que abrisse o portão.

A vítima chamou a PM e, no local, os policiais combinaram com o suspeito que no dia seguinte fosse até o escritória da mulher para receber o valor da promissória.

Na quarta, o vendedor passou a xingar a vítima novamente. A polícia foi chamada de novo e combinou com o homem que a mulher pagaria R$ 282.

Logo que a PM se retirou, a mulher pediu que o vendedor assinasse uma promissória atestando o recebimento do valor. No entanto, ele disse que não assinaria e que queria receber os R$ 730.

O suspeito saiu do local gritando e proferindo novas ameaças à mulher. Até o momento, ele não foi localizado, mas o caso é investigado.

Fonte: G1