Obra da Ponte do Abunã em RO corre risco de parar por orçamento insuficiente, diz Dnit

As obras da ponte sobre o Rio Madeira, na altura de Abunã e próximo da divisa com o Acre, correm risco de interrupção ou até parar. Segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), pelo menos R$ 20 milhões seriam suficientes para a conclusão da ponte. Entretanto, o orçamento disponibilizado pela União foi de R$ 8 milhões, menos da metade do necessário.

Segundo o departamento, a ponte começou a ser construída em 2014. A previsão original de término das obras é em setembro deste ano.

O Dnit informou ter gasto até agora cerca de R$ 111 milhões. O valor inclui mudanças no projeto inicial e atualização de valores. Atualmente, quase 97% da parte do concreto da ponte já foi finalizado.

Ainda estão pendentes pouco mais de 90 metros de vão. Entretanto, conforme o Dnit, precisam ser feitos os acessos e o vão, que demandam um orçamento de R$ 20 milhões. Entretanto, a União disponibilizou apenas R$ 8 milhões, menos da metade do que se é necessário para finalizar a ponte.

“Não é suficiente para concluir a obra. A empresa vem trabalhando bem, está em um ritmo adequado. A previsão, de acordo com a capacidade operacional, ela é para concluir em setembro. Mas a gente tem esse viés negativo com relação ao orçamento. Pode parar. A gente não deve com as obras sem o devido suporte no orçamento”, disse André Carvalho, coordenador de engenharia do Dnit.

André afirmou à Rede Amazônica que está sendo feita uma mobilização dos entes competentes para suprir o valor necessário, mas nada garantido.

“Existe sim uma parte dos entes competentes trabalhando no intuito de prover recursos. Mas, até então, a gente não tem nenhuma perspectiva de que isso seja viabilizado ainda este ano”, complementou.

À população, a ponte representa encurtar caminhos, agilizar viagens, interligar novamente por terra Rondônia e Acre, além de acabar com as longas travessias de balsa pelo Rio Madeira. Mesmo sem as cabeceiras e os acessos, ela conta hoje com 1.085 metros de extensão.

Fonte: G1