Visando comodidade, acreanos criam serviço de supermercado online

feira_onlineChegar em casa cansado e lembrar que precisa ir ao supermercado ou estar bastante ocupado durante a semana e não ter tempo para fazer as compras do mês. Foi pensando nestes problemas que três amigos de Rio Branco resolveram testar um empreendimento de feira delivery, chamado “A Casa é Sua”. O cliente pode ligar ou pedir pela internet os produtos que deseja do supermercado e, horas depois recebe as compras em casa.

A ideia foi da servidora pública Elineide Medeiros. Ela conta que pensava em abrir um negócio, principalmente de alimentação, de uma forma que fornecesse comodidade às pessoas.

“Aí de repente veio um insight. Sempre pensei nessas áreas como forma de resolver o problema das pessoas. Aí pensei no supermercado online que a gente não tem aqui. Comecei a dar uma pesquisada e vi que já existe em alguns lugares e têm vários investimentos nesse sentido”, conta.

Ao identificar que não existe nenhum serviço desse tipo na cidade, chamou mais dois amigos para criar uma sociedade e montar o negócio. Decidiram fazer um período de teste de público e mercado. Desde a última sexta-feira (26), eles estão oferecendo o serviço por 15 dias. São cobradas taxas de entrega em compras abaixo de R$150.

“Estamos avaliando a viabilidade, queremos ver se as pessoas topam, se acham interessante e se vão se conectar nessa ideia. Acreditamos ser um mercado promissor, a gente está com toda a estrutura para começar”, afirma a servidora.

Após a fase de teste, que vai até 9 de setembro, os sócios vão avaliar a repercussão e recepção do público e, se preciso, montar um novo teste e aumentar o contato com o público. Elineide acredita que em três meses será possível identificar a viabilidade do negócio.

Por enquanto os clientes interessados mandam mensagem ou ligam pedindo os produtos, a equipe precisa identificar a marca do produto e antes de efetuar a compra liga para o cliente para confirmar, mas a ideia é que a empresa tenha um estoque com seus próprios produtos e os clientes escolham o item específico por meio de um site ou aplicativo de celular.

Elineide conta que a ideia surgiu pensando em três pontos que ela considerou importante para as pessoas: comodidade, segurança e, principalmente, tempo.

“Tempo é uma coisa que as pessoas precisam muito e, deixando de ir ao supermercado, é uma coisa que você pode economizar. O conceito inicial para que as pessoas ganhem mais tempo e também tenham comodidade”, explica.

Como a empresa ainda está em teste, o grupo ainda não tem lucro em cima dos produtos.

Apenas na taxa de entrega, quando o valor das compras é abaixo de R$ 150. Mas, a ideia é que a empresa faça um acordo com alguma distribuidora local para que os produtos saiam mais em conta para a empresa.

‘Tempo é meu desafio’, diz cliente
Com uma rotina pra lá de corrida, a publicitária Verônica Pimentel, de 30 anos, conta que a economia de tempo foi o que mais pesou ao procurar a empresa. Ela diz também que você acaba economizando na gasolina.

“Tenho uma rotina atribulada, por conta da situação do tempo e tive conhecimento da empresa. Um dia não tinha como sair do meu trabalho para fazer umas compras específicas e acionei a empresa”, conta.

El se divide entre o emprego, filhos e uma pós-graduação. Segundo ela, o tempo acaba ficando curto para tantos afazeres. “O tempo é meu principal desafio. Então, achei muito interessante porque você tem uma economia de tempo e recursos”, alega.

feira_online1Fonte: G1