Chamada Escolar no AP é mantida pela web após instabilidade em site

chamada-escolarApós instabilidade na página na web para cadastro de dados para a Chamada Escolar 2017no Amapá, a Secretaria de Estado da Educação (Seed) informou que o sistema de inscrição segue normalmente no mesmo endereço www.escolapublica.ap.gov.br. O site havia apresentado problemas no dia do lançamento, terça-feira (18).

O endereço é usado de forma integrada para preenchimento de informações sobre transferências, vagas e mudanças de escola de alunos da rede pública urbana estadual e municipal das cidades de Macapá e Santana. A página estará disponível até 18 de novembro, e não assegura a vaga, somente define parâmetros para organização de alunos nas escolas.

O site é gerenciado pelo Setor de Processamento de Dados do Amapá (Prodap), que confirmou a instabilidade da página no primeiro dia, que foi lançada às 10h, mas somente pode ser usada pelo público às 17h. “Teve somente um adiamento e ele não estava disponível no horário. Desde o dia 18 não teve problemas”, detalhou Lutiano Costa, diretor do Prodap.

A notícia sobre uma possível suspensão da chamada e retomada na próxima semana chegou a ser divulgada pela Secretaria Municipal de Educação de Macapá (Semed), que nesta quinta-feira (20) retificou e manteve a continuidade do processo.

O G1 acessou o site durante a manhã e registrou normalidade no cadastro para a Chamada Escolar.

Os órgãos esclarecem que esta fase é destinada para o levantamento de informações sobre novas vagas nos ensinos infantil, fundamental e médio. Os alvos são prioritariamente novos alunos e transferências de outros estados e da rede particular.

Ao acessar o site, o responsável pelo aluno deve preencher informações básicas de contato, como CPF, RG e comprovante de residência, no caso do estudante, devem ser fornecidos certidão de nascimento, CPF e carteira do Sistema Único de Saúde (SUS).

A inscrição unificada integra uma parceria entre as secretarias municipais de educação de Macapá e Santana, além da Seed. Para a Zona Rural das duas cidades, além dos demais municípios do Amapá, a inscrição deve ser feita através de formulários impressos, informou a prefeitura da capital.

Fonte: G1