Menina é assaltada e diz que suspeito é amigo dela no Facebook, em RO

faceUma menina de 13 anos foi assaltada e teve o celular roubado, na noite de sexta-feira (14), em Vilhena (RO). Conforme a Polícia Militar (PM), a vítima estava andando com uma amiga quando foi abordada pelo suspeito. Após o crime, a garota diz que entrou no Facebook e viu que o suposto criminoso se tratava do mesmo rapaz que curtiu e comentou uma foto dela três dias antes do crime, quando a chamou de “gata”. Eles eram amigos virtuais há mais de um mês e não se conheciam pessoalmente. A PM realizou buscas, mas o suspeito não foi localizado.

Preferindo não se identificar, a vítima contou ao G1 que por volta das 21h ela e uma amiga da mesma idade saíram de casa para irem a um churrasco da família, a poucos quarteirões de onde morava. Porém, no caminho, passaram por um grupo de meninos, que estavam reunidos em frente a uma propriedade. Nesse momento precisou atender uma ligação e deixou o celular à mostra.

Poucos minutos depois de virar a esquina, as adolescentes disseram ter sido abordadas por dois meninos, aparentemente menores de idade, que trafegavam em bicicletas. Segundo uma delas, eles a ameaçaram de morte apontando uma faca e exigiram que elas passassem os celulares.

“Minha amiga estava com o celular dela escondido dentro da calça e conseguiu enganá-los. Ela só mostrou os bolsos vazios e disse ‘olha, eu não tenho nenhum’. Mas pra mim eles já disseram: ‘a gente sabe que você tem, então passa logo'”, relembra a vítima.

Após o assalto, a menina diz ter começado a pensar de onde conhecia um dos sujeitos que havia praticado o assalto, pois o rosto parecia familiar. Na ocasião ela relata que lembrou-se de um amigo do Facebook que tinha curtido uma foto há três dias e comentado: “gata”. No mesmo post, a vítima chegou a responder o suspeito com um ‘obrigado’.

“Eu acho que ele me reconheceu também porque quando me assaltou ele olhou bem pra mim”, relatou. Ela afirma que eles eram apenas amigos virtuais e não se conheciam pessoalmente.

A PM foi comunicada sobre o crime e, com a foto do suspeito em mãos, abordou um dos meninos que estavam sentados em frente da casa onde a vítima viu os suspeitos. Ele confessou que conhecia o suposto criminoso e que os assaltantes tinham contado sobre o assalto. No entanto, ao ser questionado onde morava o amigo, o garoto alegou não saber.

Os policias militares realizaram buscas pelo bairro à noite, entretanto, não conseguiram localizar o suspeito. O caso foi registrado na 1ª Delegacia de Polícia Civil, que continuará investigando o assalto.

Fonte: G1