Pesquisadores testam inseticida que pode combater Aedes aegypti, no AP

inseticidaPesquisadores do Instituto Estadual de Pesquisas Científicas do Amapá (Iepa) estão testando um inseticida que pode ajudar no controle do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, vírus da zika e febre chikungunya. Se aprovado, o produto poderá ser distribuído gratuitamente para a população em Macapá.

O doutor em entomologia médica do Iepa, Allan Kardec, explica que os testes iniciaram há cerca de 2 meses e os resultados se mostraram positivos. Trata-se de um produto que, quando colocado em um recipiente com água parada, impede que as larvas do mosquito se desenvolvam e assim, não pode ser contraída por vírus.

“Em todos os testes que fizemos, os resultados se mostraram positivos, pois as larvas não apresentaram sinais de desenvolvimento. Isso porque o produto é liberado lentamente na água e todas as larvas são atingidas, e o efeito se mostra progressivo”, disse o pesquisador.

Segundo o Iepa, a previsão é que o produto dure até 6 meses. A mostra do produto pode ser colocada em caixas d´água, baldes, vasos de plantas e outros recipientes que acumulem água. Dentro do Iepa foi montado uma casa para submeter os mosquitos a diferentes ambientes e em diferentes alturas, para se saber qual o mais eficaz.

O trabalho é desenvolvido pelo instituto com o apoio da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e Ministério da Saúde (MS).
Os testes ainda estão em andamento, de acordo com o Iepa, e se o produto for aprovado, será distribuído para os moradores da capital.

Fonte: G1