Emanuel se reúne com Mendes na quinta para traçar transição

transicaoO prefeito eleito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), afirmou que irá se encontrar com o prefeito Mauro Mendes (PSB) nesta quinta-feira (15) para dar início ao processo de transição do Palácio Alencastro.

Ao MidiaNews, o peemedebista disse que, por enquanto, deverá ir com ele apenas o vice-prefeito eleito Niuan Ribeiro (PBT). Entretanto, Emanuel não descartou a possibilidade de escolher seu coordenador de transição até quinta.

“Essa reunião vai ser na quinta-feira (03), às 15 horas. Vamos fazer uma visita institucional, de cortesia, uma visita republicana. Vamos conversar sobre vários assuntos, entre eles os primeiros passos para a transição”, disse.

Entre os cotados para integrar a equipe de Emanuel está o coordenador-geral de sua campanha, ex-senador Osvaldo Sobrinho (PTB). Pelo prefeito Mauro Mendes, quem deve coordenar é o vereador eleito Gilberto Figueiredo (PSB), que voltou à Prefeitura, recentemente, como secretário-adjunto de Assuntos Estratégicos.

“Vamos definir as equipes, definir o modus operandi, de que modo vai ser realizada a transição. Hoje tem uma exigência para transição. Vamos cumprir a lei. E fazer um calendário, um cronograma, para isso”, afirmou.

“Temos grandes nomes que ajudaram muito a campanha, mas, sinceramente, ainda não pensei nisso. A eleição foi antes de ontem, vou sentar com o Mauro e depois decidimos a equipe. Não estou com pressa. Vou cumprir a lei, respeitar os prazos”, disse.

Entre os assuntos que Emanuel deverá abordar com o prefeito está a decisão sobre a CAB Cuiabá, responsável pela distribuição de água da Capital, que teve a intervenção prorrogada até 15 de dezembro.

Além disso, o peemedebista deverá pedir ajustes na Lei Orçamentária Anual (LOA) que está na Câmara Municipal, de modo a cumprir algumas de suas promessas de campanha.

“Eu pretendo conversar sobre a CAB, porque esse assunto está em pauta. Ele prorrogou para dezembro a intervenção. Parece que já tem umas novidades. Então, esse assunto será abordado, mas não tem pauta. É uma visita institucional. A única certeza que temos é que dessa visita vão ser traçadas as ações para a transição”, completou.

Fonte: Mídia News