Mato Grosso e Bolívia discutem segurança na faixa de fronteira

segurancaO governador Pedro Taques se reuniu com o embaixador da Bolívia no Brasil, José Franco, e com representantes da Defesa da Bolívia, Exército Brasileiro, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal para debater sobre a segurança na região de fronteira entre os dois países.

A reunião foi realizada na manhã desta segunda-feira (07.11), na sala de reuniões Garcia Neto. Taques enfatizou que segurança não se trata apenas de policiamento. “Policiamento é sim um fator fundamental, mas não pode ser o único, quando falamos de segurança, temos que falar de desenvolvimento, este é o melhor caminho para atingirmos o nosso objetivo”.

Taques afirmou que já levou a situação da fronteira brasileira aos ministros de Defesa e de Relações Exteriores e ao próprio presidente, Michel Temer. O governador disse que na próxima semana deverá voltar a se reunir com o Ministério da Defesa para tratar do assunto debatido na capital.

O secretário de Estado de Segurança Publica, Roger Jarbas, falou da importância da integração entre as forças de Segurança para uma atuação mais eficaz em todo o território das fronteiras.

“Há uma vontade muito grande, liderada pelo governador Pedro Taques, de integrar e interagir a segurança publica dos dois países em prol, obviamente, não somente dos povos que vivem nas fronteiras, mas também entre as duas nações. Nós queremos promover ações coordenadas e integradas entre as forças policias bolivianas e brasileiras. Isso vai trazer mais sensação de segurança as pessoas das fronteiras e também melhorará muito a qualidade de vida de toda a nação, pois menos droga, menos veículos roubados transitando pela fronteira trazem mais vida e mais segurança publica a todos os estados do Brasil e departamentos da Bolívia”.

Segundo Rogers, as equipes seguirão reunidas ao longo do dia para traçar estratégias de trabalho em conjunto e desenvolver um documento de intenções. Rogers destacou ainda que ainda em 2016, Mato Grosso vai inaugurar a primeira Delegacia Especializada em Fronteira.

“Nós queremos montar nesta delegacia o maior núcleo de inteligência em fronteira, nunca houve um núcleo especifico que reunisse todo o conhecimento produzido na área criminal na região de fronteira. Nós vamos integrar, no lado brasileiro, todos os núcleos de inteligência nessa delegacia, que vai fazer um intercâmbio com as forças bolivianas para que tenhamos mais eficiência neste combate na região”.

O prefeito de Cáceres, Francis Maris, afirmou a importância de melhorar a segurança na região. Segundo o prefeito, a expectativa é que uma nova reunião seja realizada em Cáceres. “Devemos sair daqui hoje com uma carta de intenções para entregar a presidência da Republica para que uma série de medidas e convênios sejam firmados”.

O encontro contou com a presença dos secretários de Estado de: Segurança Pública, Rogers Jarbas; Casa Militar, Airton Siqueira; Desenvolvimento Regional, Antônio Carlos Figueiredo; a assessora de Assuntos Internacionais, Rita Chiletto; e com os prefeitos de Cáceres, Francis Maris, e de San Mathias na Bolívia, Fabio Lopez.

Também participaram da reunião, Carlos Romero Bonifaz, Ministro de Governo da Bolívia, Carlos Aparício Vedia, Vice-Ministro de Segurança, Pedro J. Villa Olarte, Vice-Ministro do Interior e Polícia, Juan C. Dalence, Comandante Departamental da Polícia Boliviana de Santa Cruz, Dra. Cosset Estensoro, Diretora Geral de Migração, Edson Sanjinés Macuagua, Diretor Nacional Interpol – Polícia Boliviana, Carlos Arismendi Chumacero, Diretor Nacional de Inteligência da Polícia Boliviana, Marco Antonio Alvarez Caballero, Subdiretor Geral (FELCN), Javier Maldonado, Chefe do Departamento Nacional de Planejamento e Operações (FELCN), Emilio Tamayo, Cônsul da Bolívia em Cáceres, Rodolfo Lopez, Presidente do Conselho Municipal de San Matias, Jorge Mamani, Agente Consular.

Gustavo Garcia, secretário adjunto de Inteligência, Rhaygino Setúbal, secretário adjunto de Integração Operacional, Luiz Gustavo Tarraf Caran, secretário executivo de Segurança Pública, Gley Alves de Almeida Castro, comandante-geral da Polícia Militar, Rogério Atílio Modelli, delegado-geral da Polícia Judiciária Civil e Ten Cel. Jonildo José de Assis, Comandante do Gefron também participaram dos trabalhos.

Autor: Gcom-MT