Serviço autônomo intensifica fiscalizações contra instalação clandestina de água em Cacoal, RO

Equipes do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Cacoal (RO), município a 480 quilômetros de Porto Velho, estão intensificando as fiscalizações contra ligações clandestinas de água na cidade. Segundo o gerente comercial do órgão, Rodrigo Damiani, a decisão surgiu da necessidade em manter o equilíbrio financeiro. Multas poderão variar de R$ 200 a R$ 1 mil, dependendo do caso.

Conforme Rodrigo, atualmente, o Saae trabalha com inadimplência de 4%. Mas, ele afirma que os cortes não serão de maneira automática.

Um comunicado será enviado aos inadimplentes para que regularizem a situação no prazo de 15 dias. Esses consumidores têm a opção de renegociar a dívida em forma de parcelamento na própria autarquia.

“Segundo a politica de corte, esse número deve cair de 4% para até 3%. Todos os clientes que estão inadimplentes ou sofreram o corte do fornecimento de água, poderão procurar a agência do Saae e solicitar a religação, mediante parcelamento ou pagamento da conta”, disse Rodrigo.

O consumidor que tiver o fornecimento de água interrompido deverá solicitar a religação e apresentar o comprovante da conta paga.

Além da intensificação nos cortes, o Saae vai fazer fiscalizações nas casas para descobrir o famoso “gato”. Para isso, três fiscais ficarão responsáveis pelo trabalho no município. Aqueles que forem pegos com a irregularidade, poderão pagar multa de até R$ 1 mil.

“Como nós temos hoje três mil águas cortadas, colocamos que 10 a 20% estão com ligamentos clandestinos. As multas feitas iniciais variam de R$ 200 a R$ 1 mil”, alertou o gerente.

O Saae de Cacoal funciona de segunda à sexta-feira, das 7h30 as 17h. A autarquia fica na rua Florianópolis, bairro Liberdade. O órgão também tem sede no distrito de Riozinho.

Fonte: G1